As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana

Mensagem por lan_vales em Qua Abr 04, 2012 10:00 pm

28/03
Na verdade, meu relato começa ainda na véspera da viagem, às 21h, quando fui fazer o web check-in do vôo para mim e pra Mi. O MM ficou em um computador e eu no outro, com a Mirella ao telefone. Ele foi fazendo o check-in dela, e eu pegando os dados, ao mesmo tempo que tentava fazer o meu. Pra meu susto, de repente apareceu a mensagem dizendo que meu passaporte tinha erro. Imagine o desespero da louca? E não comentei nada com a Mi, simplesmente mostrei o meu computador pro MM, que arrumou a escrita do meu nome e, voilà! Deu certo! Marcamos os assentos, imprimi os comprovantes e combinamos de nos encontrarmos em Cumbica às 18h. Terminei de arrumar as malas que levaria, assim como as 3 peças de roupas: 1 shorts e 2 blusinhas. Coloquei as malas no carro e fui dormir mais de meia noite...
29/03
Programei o despertador pra tocar às 6h08, mas é lógico que acordei às 5h10 e ñ dormi mais. Mentira! Peguei no sono e logo em seguida o despertador tocou... rs... Entrei no serviço às 6h50, mais cedo para poder sair mais cedo (meu horário normal é às 7h30). Passei o dia todo ansiosa, com borboletas no estômago, tive vontade de chorar, só conseguia pensar na viagem... Meu chefe, por volta das 15h, passou pela minha sala, olhou pra mim e perguntou: a que horas é o vôo? Eu respondi que às 21h. E ele: Tá chegando!!! Como se eu precisasse de mais ansiedade ainda.
Um pouco antes das 16h a Mi me ligou avisando que tava saindo de Santos. Às 16h saí do trabalho e fui pra casa tomar um banho e me arrumar. Acabei trocando a bolsa que iria levar, peguei uma grande e mais velha, com a idéia de deixá-la por lá mesmo. E toca pro aeroporto, eram umas 17h. No caminho verifiquei meus emails e a Amazon informou que estava devolvendo a compra que fiz e que o valor gasto estaria sendo estornado. Fiquei tranqüila e preocupada, porque isso significava que eu teria que ir atrás dos tênis que me haviam sido encomendados e já pagos.
De casa até o aeroporto é relativamente perto, uns 30km no máximo, mas indo pela rodovia é bem rápido, então chegamos bem cedo. Quando já estávamos na rodovia Hélio Smidt, vi um avião pousando, não agüentei, comecei a chorar...
Na hora de descer do carro, fui levantar e esqueci que meu iPad estava no meu colo debaixo da bolsa, então o derrubei. Mas como ele tava dentro da capa, não me preocupei, simplesmente o peguei, nem olhei, peguei minha bolsa e fomos pro terminal 1 – Asa A. Como tinha combinado apenas às 18h com a Mi, decidi esperar um pouco antes de ligar pra ela, e resolvi postar no facebook que já estava no aeroporto, e aí veio minha tristeza quando abri a capinha e vi que tinha arrebentado o vidro do meu iPad... Quem me conhece sabe que carrego o bichinho pra tudo quanto é lugar que vou, uso uma bolsa enorme só pra colocá-lo dentro, porque a capa dele é grande, e meu coração doeu muito, primeiro porque existe um apego, um companheirismo, e segundo, olha o preju!!! O MM na hora falou: “Ainda bem que não fui eu...”. Naquele momento achei q tinha estragado minha viagem. Eu ñ ia levar o iPad na viagem pra ñ ocupar espaço, só tinha levado pro aeroporto pra postar nossa despedida e porque o MM ia pra aula logo após e eu sempre deixava ele levá-lo. Mas comecei a pensar se deveria levá-lo pra tentar consertar por lá, mas eu não tinha levado o documento de nacionalização dele. Sim, porque eu declarei o bichinho na alfândega! Mas decidi deixá-lo.
Então liguei pra Mirella e fomos encontrá-la. Ela e o André estavam fazendo uma boquinha e fomos acompanhá-los. Mostrei meu bichinho pra eles e me disseram pra não me preocupar, porque tinha conserto, já que o touch ainda funcionava. Comemos, bebemos, batemos papo, mas eu precisava comprar alguma coisa pra identificar minha mala. Então fomos até uma loja de produtos brasileiros e comprei 2 fitinhas do Senhor do Bonfim verdes. A Mi me ajudou a amarrá-las em uma das malas. A outra não precisava. Então fomos até o balcão da United na Asa A, mas o funcionário nos informou que teríamos que ir até o balcão que fica na Asa D (detalhe, estávamos lá... rs). O voo era operado pela Continental, que fundiu com a United, mas ainda tem algumas coisas separadas. Chegando lá, fomos atendidas rapidamente, já que só iríamos despachar a bagagem e pegar os cartões de embarque. O atendente nos disse que o vôo da noite anterior havia sido cancelado, então estava com overbooking. Perguntei se nós duas corríamos algum risco e ele disse que não, pois já havíamos feito o check-in, e que aquilo era o sonho dele, de que todo mundo tivesse feito o mesmo que nós. Ufa! Rs
Aí fomos encontrar nossos maridões que estavam no maior papo nos aguardando. O MM tirou a nossa foto (que se repararem bem, verão que minha cara não estava a mais feliz do mundo), nos despedimos e fomos pra área de embarque. Que dor no coração de me despedir do MM naquele momento. Nunca passamos tanto tempo longe e muito menos tão distantes...
E então embarcamos. A configuração da aeronave na “dog class” era 2-3-2, e eu já tinha reservado para a gente as poltronas da janelinha (adoro ir na janelinha... rs). Tinham telas individuais de entretenimento com filmes recém saídos dos cinema, como O Artista, Amanhecer- parte 1, Os Muppets. A tripulação era gentil, os brasileiros usavam um botton com a bandeira brasileira ou escrito que falavam português. O vôo saiu no horário e o jantar foi servido cerca de 1h após a decolagem. Nós pegamos carne com purê de batatas e legumes, salada, o pãozinho básico e de sobremesa era um bolinho com recheio. Por volta das 4h da manhã (horário local) foi servido um lanchinho com croissant quentinho, manteiga e geléia. O vôo transcorreu bem, mas com muita turbulência. Dormi boa parte do percurso, mas me lembro de ter acordado e ao olhar o mapa vi que sobrevoávamos a Colômbia, e tinha muita turbulência, mas nada que me assustasse. O vôo durou aproximadamente 10h. De madrugada acordei sentindo frio, mas eu tinha levado uma meia que tinha ganho da Tam e a coloquei, então amenizou o frio nos pés.
30/03
No horário marcado, por volta das 5h25, pousamos em Houston. Aqui eram 7h25 da manhã. Descemos do avião e andamos, andamos, andamos, até chegar na área de imigração. A Mi e eu fomos pra mesma fila, íamos tentar passar juntas, mas a oficial não permitiu. Entreguei meu passaporte e os formulários pra ela, ela pediu pra eu colocar no scanner os 4 dedos da mão direita (o polegar não), e perguntou qual o motivo da viagem, aí falei: “Tourism e to go shop”. Gente, essa oficial ficou tão feliz! Repetiu “To go shop” e dançou na cadeira! Kkkkkkkkkkkkkkkk. Então me entregou o passaporte, os formulários e me desejou boa estadia. Ufa!!! Rs... Na vez da Mirella, eu fiquei perto, e ela disse pra oficial que estava me acompanhando, mas que eu é que falava inglês (inglês de índio, né? Rs), mas ela também não fez muitas perguntas pra Mi, mas parece que pegou todas as digitais dela.
Então fomos pegar as malas para re-embarcá-las. Pegamos na esteira, passamos na alfândega e entregamos o formulário e logo já vimos a esteira pra entregar as malas. O funcionário foi gentil também e logo em seguida vimos o balcão da United. A Mi apresentou o cartão de embarque pra ela, a funcionária marcou qual o portão de embarque e indicou o caminho que deveríamos fazer. Logo ali próximo tinha uma escada e tínhamos que subir. Ao subirmos, demos de cara com uma fila enorme, a fila da TSA!!! Demorou um pouco, mas chegou nossa vez. Tiramos nossos calçados, colocamos as bolsas pra passar no raio x e fomos ser escaneadas. Fui escaneada e já liberada pra pegar minha bolsa e calçar meu sapato, mas a Mi passou pela inspeção manual. Logo em seguida vimos lojinhas e vimos qual a direção do nosso portão. Pra quem não conhece o aeroporto de Houston, digamos que Cumbica seja um aeroporto municipal perto dele. Gente, o treco é gigante, porque dizer que é enorme ainda é pouco!!! Então entramos na lojinha, a Mi já começou a ver o Breno em tudo o que estava na loja... rs. Perguntei se tinha alguma lojinha da Nasa ali e a vendedora informou que tinha uma na área E dos portões. Então fomos pra lá, porque o MM é apaixonado pela Nasa. E fomos andando e olhando lojinhas, andando e olhando lojinhas, todas abertas!!! A lojinha da Nasa era um carrinho com coisas de lá, e acabei comprando um chaveirinho onde pode se colocar uma foto. Aí fomos indo em direção ao nosso portão, na área C. E andávamos e víamos lojinha, e decidimos que iríamos comer antes de embarcar, porque não servem nada no vôo doméstico, além de algo pra beber (pelo menos isso). Mas ainda faltavam quase 2h pra decolar. A Mi aproveitou numa lojinha perto do nosso portão pra trocar as moedinhas dela, a vendedora, uma senhora oriental, foi de uma gentileza e honestidade ímpares e trocou as moedinhas por cédulas para ela. Lá ela comprou um Tigre de pelúcia que cantava e pulava, muito bonitinho. A gente se acabava de rir quando ligava. Depois fomos comprar um lanche. O vôo saiu pontualmente às 9h11. O avião mal decolou e eu já dormi, de boca aberta! Rs. Acordei uma hora depois e estavam servindo bebidas. Peguei um suco e uma água. Cochilei mais um pouquinho e já estávamos chegando. Pousamos 12h25 aproximadamente em Orlando. Um calor e um sol gostoso... Eu não me lembrava ao certo de como era o aeroporto ao desembarcar, porque o MM saiu da imigração de cadeira de rodas e a Pamela nos levou até a porta do carro... Mas lá não tem erro, né? Muito bem identificado e foi super natural. Pegamos o monorail e seguimos até a esteira de bagagem. A Mi aproveitou pra tentar ligar pro André pelo orelhão usando o telefone da Embratel, porque o celular dela até aquele momento não tinha sido habilitado em roaming. Mas nada das bagagens chegarem. Então ela falou pra eu já ir na Alamo, onde tínhamos alugado o carro, enqto ela esperaria. Na Alamo tinha uma fila enorme, demorou um pouco, mas fui bem atendida. A funcionária pegou meu voucher e já tava pegando um GPS, quando avisei que não tinha GPS incluso, ela disse que sim, e eu avisei que não queria GPS, pois já estava com o meu. E ela deu um sorriso e disse Ok. Nisso a Mi chegou com as 3 malas grandes. Coitada! Tudo bem que estavam meio vazias, mas é um monte de trambolho pra uma pessoa só carregar, né? Quando a funcionária viu as malas, logo informou que o carro não comportaria, mostrou o mapa dos carros, e eu já tinha pensado no up-grade, então pegamos um midsize, não sairia cara a diferença a ser paga. Mas acabou saindo mais caro porque a anta aqui não percebeu que ela incluiu a taxa de abastecimento. Não precisaríamos abastecer, mas ficou caro... Bom, agora já sei (ah, já olhei na fatura do cartão a vencer e veio direitinho a cobrança, nada como no ano passado... rs). Quando fomos escolher o carro, parece que ele me persegue: tinham 2 HHR e um sedã. Pedimos ajuda pra um funcionário e ele nos mostrou os midsize SUV. Aí informamos que era só midsize, e escolhemos um HHR azul. Baixamos os bancos traseiros e colocamos as malas lá. Elas ficaram dançando... rs...
A Mi programou o GPS e eu fui dirigindo. Que saudade de dirigir por lá... E tocamos pro hotel, que ficava em Kissimmee. Sugeri que fôssemos direto pro hotel e lá por perto deveria ter um lugar pra comer. E realmente tinha, um restaurante indiano e um mexicano. Primeiro fomos ao indiano, mas tava fechado. Então fomos pro mexicano e almoçamos lá. Eu ñ comi quase nada. Acho que a viagem me tirou um pouco de fome, e então fomos pro hotel. Quando chegamos lá, o Antonio e sua neta Brianna já estavam lá nos esperando. E aí ela começou a nos colocar medo, dizendo que não podíamos ficar lá, que as duas senhoras que estavam ali estavam ameaçando chamar a polícia, porque encontraram um bicho morto debaixo de uma das camas do quarto delas. E a primeira impressão do hotel não é nada boa mesmo. Fizemos o check in, mas a Mi ainda disse q se não gostássemos de lá, a gente iria pra outro hotel. Bom, acho que vcs se lembram da bagunça que tive que correr atrás porque deu problema no voucher, né? Achamos que tinham resolvido, mas não tinham não... Quando entramos no quarto, só havia uma cama, e a alteração era pra colocarem a gente num quarto com duas camas. Peguei a cópia do meu voucher e fui na recepção. Constava claramente que era 1 quarto standard com 2 double bed. A recepcionista dizia que no sistema constava só uma cama. Mostrei o voucher pra ela, que começou a ir de um lado pra outro, mas disse que não poderia fazer nada porque não era aquilo que constava no sistema dela. A Mirella pediu à Brianna perguntar se poderia acrescentar um colchão no quarto, ela disse que não, e quanto nos custaria um up-grade pra um quarto com duas camas. Ficaria em US$16.50. Resolvemos pagar e ir logo pro quarto, tínhamos muito o que fazer. Pedimos o recibo que vou repassar pro Submarino Viagens. Fomos para o quarto. Tínhamos receio do que nos esperava no quarto. Por fora o hotel não era recomendado não. Mas o quarto tava limpo, arrumadinho, bonzinho. Só não tinha o micro-ondas que eu tinha visto na foto do site do hotel, mas beleza. Eu peguei as malas no carro e o Antonio foi levando nossas caixas. Da minha parte haviam 17 caixas, nem todas elas eram “caixinhas”, algumas eram “caixonas” mesmo... rs... A Mi tinha umas 10 caixinhas, mas a dela eram caixinhas mesmo... rs... Fizemos os acertos, conversamos rapidamente e nos despedimos, pois tínhamos muita coisa ainda e o Antonio tinha outras entregas também. Mas ali, mesmo sem ter tempo suficiente para abrir as caixas naquele momento, sabia que não poderia comprar muito mais, porque as malas já estariam cheinhas...
Trocamos de roupa e fomos para o The Loop, sugestão de nossa querida Rosane Duarte, ratificada pelo Tricô. Fomos pra Ross de cara. Fiquei lá ainda mais tempo que a Mi, que ainda foi na Bed Bath & Beyond. Gastei uns 400 dólares. Só de vestidos Calvin Klein eu trouxe uns 6, todos custaram 39,99 ou 49,99 mais a taxa. Masculino comprei pólo lisa da Tommy por 19,99, camisetas da Nike, Puma, Calvin Klein, Tommy, Oakley e Quiksilver, mas as pólos foram as mais caras. Feminino comprei além dos vestidos, uma blusa da Michael Kors, um pólo da Tommy e outras peças, além de uma bolsa muito bonita da Nine West. Não posso reclamar, porque pelo horário eu não poderia esperar encontrar uma Ross recheada das melhores ofertas.
Encontrei a Mi arrumando a malinha dela com as compras e entrei na BBB pra pegar um refrigerante, estava sedenta. Então fomos na Sports Authority ver se tinham os tênis que haviam sido encomendados. Não havia nenhum. Ainda olhamos rapidamente as lojas ao redor, mas decidimos ir procurar a Marshalls. Saímos de carro e vi uma TJ Maxx e falei pra irmos lá. Nenhuma de nós conhecia a TJ e que grata surpresa tivemos ao ver as coisas todas organizadas, araras por marcas, e preços tão bons qto os da Ross. Comprei bolsas pequenas da Tommy por 16,99 e 19,99, um vestido da Michael Kors por 39,99, calças da Calvin Klein e da DKNY por 24,99, blusinhas da Ralph Lauren por 16,99. Gastei uns 240 dólares. Perguntei pra caixa se havia alguma Marshalls ali próximo, ela me respondeu que não. Voltamos pro hotel, arrumamos mais ou menos a bagunça, tiramos mais algumas coisas de caixas e fomos jantar e depois ir no Walmart.
A Mi me perguntou o que eu preferia comer e eu respondi que algo mais leve, e ela disse pra irmos no Sweet Tomatoes. Programamos o GPS e ele informou que o mais próximo era na ID. Tudo bem q tem um na I4, mas beleza. Eram quase 22h e fomos rapidinho. A Mi já havia ido, mas eu não conhecia o restaurante. Ao entrarmos, o funcionário disse que fechariam às 22h30 e já eram quase 22h, mas que eles retiram as saladas antes do fechamento e que era pra nos servirmos rapidinho. Então nos servimos de salada e depois de temperá-la não vi mais a Mi, comecei a procurá-la. Vi o caixa ali, mas como ela passou direto, fui procurá-la, e ela estava se servindo de sopas. Então me servi também. Ela deixou a bandeja numa mesa e foi se servir de bebida. Fiz o mesmo. Comemos, repetimos, nos servimos de novo, batemos papo, e o garçom sempre vinha à mesa perguntar se estava tudo ok. Quando havíamos terminado, ele passou e perguntou se estava tudo ok, então perguntamos onde pagávamos a conta. Ele ficou olhando pra gente e perguntou: mas vcs não pagaram a conta? Nós respondemos na maior inocência que não, aí ele riu e disse que tudo bem, era só deixarmos a gorjeta e beleza. Perguntamos de novo e novamente ele respondeu que bastava a gorjeta. Perguntamos se ele tinha certeza disso, porque a gente não tava acreditando!!! Ele riu. Lá custava 10,28, a bebida saía por 3,48 ou 4,48, ñ lembro, mais as taxas. Decidimos deixar 10 dólares cada uma. Ele pegou o dinheiro e nos acompanhou até a saída, mas nos deu de presente 2 caixinhas de cookies. Demos um beijo cada uma nele de agradecimento e fomos embora... rs... Honestidade ainda vale a pena!
De lá fomos pro Walmart em Kissimmee, na Vineland. No ano passado tive mais sorte. Estava desfalcado. Não tinha muita coisa. Ainda assim compramos bastante coisa. Eu gastei 450 dólares. Comprei maquiagem da L’Oreal e da Maybelline. Tudo entre 5 e 10 dólares. Comprei uma daquelas escovas da Conair que passa na Polishop que modela e seca ao mesmo tempo. Eu me lembro de ter visto escrito 13 dólares na prateleira, o valor em cima em amarelo, mas não acho esse valor no cupom fiscal... rs... Comprei Space Bag e os saquinhos ziplock também. Achei fraco nos protetores solar da Neutrogena, ñ encontrei os de FPS 85 e 100. Comprei algumas peças de roupa para mim e pro meu sobrinho, custaram entre 8 e 10 dólares, a mais cara foi uma pólo azul da Lee pra mim pra usar na segunda feira por 14 dólares. Comprei mais algumas coisas, como produtos de higiene, doces, etc. Não achei as canetas Tide To Go. Achei que o preço do Omeprazol não compensava, tava praticamente igual aqui. Na hora de pagar, um pequeno estresse, porque meu Amex não passava, pedia código de segurança de 3 dígitos, e são 4 dígitos. Aí paguei em outro cartão. A compra da Mi eu ñ vi qto deu, ela passou primeiro. Colocamos tudo no carro e voltamos pro hotel. Chegando lá descarregamos tudo pro quarto.
A Mi foi tomar banho primeiro. Eu fui tirar o máximo que pudesse das caixas. Quando a Mi sai do banheiro me diz que a banheira não tava escoando a água. Tentamos fazer pressão pra ver se a água descia, mas sem chance. Como ela me garantiu que não tinha feito o número 1 na banheira, então eu disse que tomaria banho sem problemas... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Minha esperança era de que ela descesse durante a madrugada, mas íamos avisar ao hotel pra verificarem.
Arrumei minhas coisas mais ou menos pra deixar o quarto mais livre e caí na cama por volta das 2h. Demorei um pouquinho pra dormir, mas bem pouquinho... Morpheu logo me chamou para seus braços... (A Mi já tava com o Morpheu fazia tempoooooo....)

lan_vales

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/04/2012
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana

Mensagem por kkfaria em Qua Abr 04, 2012 10:03 pm

Nem quero ver como ficou esse IPAD... rs
E o hotel? Curtiu?

_________________
http://www.pravalerapena.com

kkfaria

Mensagens : 398
Reputação : 17
Data de inscrição : 29/01/2012
Idade : 36
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://www.pravalerapena.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana

Mensagem por fabiotaques em Qui Abr 05, 2012 9:52 pm

Opaaa, sabe que cansei só de ver tudo que vcs fizeram? rsrs
Mas em Orlando não temos tempo pra cansaço não é mesmo?
Muito bommm... Continua? rsrs

_________________

fabiotaques
Admin

Mensagens : 220
Reputação : 9
Data de inscrição : 28/01/2012
Idade : 25
Localização : Ponta Grossa

Ver perfil do usuário http://falandodeorlando.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana - parte 2

Mensagem por lan_vales em Qui Abr 05, 2012 11:34 pm

31/03
Me esqueci de informar, então aí vai o adendo: ficamos no hotel Rodeway Inn em Kissimmee, na 4559 W Irlo Bronsom Mem Hwy. Fiz a reserva pelo Submarino Viagens. No início iria apenas eu, então pedi um quarto simples. 3 dias depois, a Mi resolveu ir comigo, então solicitei alteração da acomodação, pra um quarto com 2 camas, e isso trouxe a dificuldade, porque segundo o hotel, a alteração foi de quantidade de noites, de 2 para 3, e não nas camas. E o carro aluguei pela Alamo através da CVC. Inicialmente aluguei um compacto, o mais simples que tinham, mas fizemos o up grade lá na hora mesmo.
Voltando aos relatos...
Acordei cedo, umas 8h, tenho um despertador interno muito bom, chama-se bexiga! Rs... Fiquei quietinha na cama tentando pegar no sono de novo, mas lógico que não peguei. Mas não demorou muito e a Mi acordou fazendo festa, pulou em mim dizendo bom dia! Não tem como não acordar de bom humor com um bom dia desses, gente!!! E ela ainda comentou que era muito bom saber que eu não acordava mal humorada... rs... E ainda ganhei uma massagem com creminho muito gostosa nos pés, como prometido!!! Promessa é dívida!!!
Começamos a arrumar o que já tínhamos comprado. Peguei as roupas e fui tirar etiqueta por etiqueta e anotar o que era e quanto havia pago. Nisso, uma da etiquetas entrou por baixo da minha unha. É, continua inflamado até agora... rs
Demos uma arrumada básica no que tínhamos, nos arrumamos e bora pra rua! Pegamos um Red Bull cada uma. Íamos pro Florida Mall. Antes, passei na recepção do hotel. Lógico que a água da banheira não tinha escoado, né? Mas como se fala banheira em inglês? Eu não lembrava! Então pensei numa frase fácil pra falar e fácil pra ser entendida!!! Cheguei no recepcionista e disse: “Good morning! Yesterday, we took a shower, but the water didn’t go away!”. O recepcionista riu. Ele tinha entendido. E disse que iria verificar, que podíamos ficar tranqüilas. E lá fomos nós pra estrada.
Primeira parada: Florida Mall. E qual a primeira loja? Hein? Hein? Quem disse Apple???? Errou! Kkkkkkkkkkkkkkk... Fomos pra M&Ms. Eu não pretendia comprar nada. Seria firme e forte no meu propósito. Enganei vcs de novo!!!! Mas não gastei quase nada: comprei uma cortina de Box, 2 descansos de panela, um jogo de pratos de pizza e um chaveirinho do MM vermelho em homenagem ao meu MM. Aí sim, saindo de lá fomos pra Apple. Simple, simple, simple! Cheguei no vendedor e disse: “I’d like an iPhone 4S 16 white”, ele foi, pegou, trouxe, me mostrou e eu disse: “ok, I’ll take it”, mas aí pedi se dava pra já sincronizar no itunes, deixar funcionando, essas coisas, ele disse que sem problema. Primeiro fez a cobrança, de um jeito muito chique, perguntou se eu ia pagar no cartão de crédito ou em cash, falei que em cartão, ele me pediu o cartão e já passou no aparelhinho ligado ao iPhone dele. Depois ele foi pegar o cupom e colocar meu novo baby na backpack, mas me levou até o funcionário que iria fazer funcionar. Peguei o chip que eu tinha levado do iPad e meu bichinho já saiu falando português. Brincadeira! Não saiu falando não. Eu não tinha habilitado o chip... rs. Custou com a sale tax 691 doletas. A Mi comprou a pulseira do iPod Nano dela e saímos felizes, contentes e saltitantes da Apple. O que uma loja não faz com a gente, né? E então fomos procurar o guest relation pra pegar o livro de cupom de desconto. E depois começar a ir atrás dos tênis (eu tinha 5 encomendas). Bom, resumindo. Não achei nenhum deles em nenhuma loja no FM. Fomos em várias lojas, ver um pouco de tudo. A Mi foi na Hollister. Eu me desanimei só de olhar a fila. Era gigantesca. Esperei por ela do lado de fora. A ordem agora não me lembro, mas fomos na Bath Body Works, onde compramos aqueles álcool gel cheirosinhos 5 por US$5.00 e as capinhas eram 5 por US$2.50. Fomos na Victoria Secrets. No ano passado não cheguei a comprar soutiens lá, mas neste ano eu prometi que iria. E adorei!!! Comprei vários cremes, claro. E nas compras acima de US$65.00 a gente ganhava um guarda chuva. A Mi gastou entre 400 e 500 dólares. Eu gastei 241,00. Os soutiens simples estavam saindo 2 por 49.50. A caixa ainda perguntou se ela queria um cartãozinho de descontos com validade para o mês de abril. Ela disse que iríamos embora já no dia seguinte, então que não queria. Eu não dei atenção a isso. Paguei minha conta e bora continuar as compras. Fui em 2 Game Stop procurar uma encomenda, só achei na 2ª loja (óbvio, né?), passei na Sephora também, mas só pra comprar a encomenda. A essa altura, eu tava muito bitolada com a questão dos tênis, porque as pessoas que haviam encomendado já haviam pago. Mas nada de encontrá-los. Fomos na CVS e não gostei muito. Minha mãe havia encomendado um creme da RoC pra lifting, mas também não encontrei em lugar nenhum. Teve uma hora que olhamos pra fora do shopping e tava caindo o mundo em água, muita chuva fora e dentro do shopping também. Tinha uma cachoeira num corredor do shopping e goteira em outro lugar. Nenhum funcionário pra secar aquele aguaceiro e nem plaquinhas de segurança. Bom, pelo menos aqui em São Paulo a gente não vê isso, eu pelo menos nunca vi e a Mi disse que não também. Já passavam das 14h quando fomos almoçar. Comemos comida chinesa, mas cada uma de nós pegou de um restaurante diferente. Não tem jeito, é muita comida pra mim. Comi bem e ainda sobrou muito. Ainda fomos em algumas lojas, mas decidimos seguir o caminho. Na hora de sair, ainda chovia, então a Mi resolveu testar o guarda chuva dela da VS e foi buscar o carro no estacionamento para me pegar com as malas. De lá fomos na Macrobaby, ela queria ver se trocava ou comprava um “canguru” (US$139,99, se ñ me engano) e eu precisava comprar pomadas para seios, a Lansinoh, que saiu por US$12.99 cada. (Encomenda, antes que alguém ache que tem um MMzinho vindo por aí... rs). Ficamos um bom tempo ainda lá na loja, mas aí a chuva parou.
Então fomos pro Premium da Vineland. A I4 tava meio cheinha, como tudo, mas andava, mas na saída pra Kissimmee pra ir ao Premium tava parado. E veio nosso primeiro susto: me distraí. Não adianta me perguntar porque eu não me lembro. Lembro de ter olhado pro lado e de repente tive que frear com tudo porque ia bater no carro da frente. As malas e sacolas vieram todas pra frente, mas não chegaram a pular no nosso colo, continuaram atrás... A Mi achou que o freio demorou a responder. Fiquei assustada, mas a Mi foi me tranqüilizando, afinal estava tudo bem, não batemos, não nos machucamos, as malas não bateram em nós, então tava beleza. Mas tinha congestionamento para chegar até à Vineland e ir pro Premium. Demoramos uns bons 15 a 20 minutos. Quando finalmente entramos no Premium, lembrou o Shopping Center Norte e a dificuldade de conseguir uma vaga. Resolvi ir pro prédio garagem (é novo? Não me lembro dele em agosto passado), e levamos alguns minutos, mas conseguimos uma vaga. Organizamos as coisas dentro do carro pra ficarem o menos aparente possível, pegamos as malas e fomos pro shopping. Gente, tava difícil de andar! E olha que não tava chovendo, tava sol!!! Muito lotado, lojas lotadas, corredores lotados... E eu lá sabia que eles estavam no Spring Break??? Fomos primeiro na Nike, ver se eu encontrava os tênis encomendados. Eram 3 pares do mesmo modelo, mas com cores diferentes. Só consegui 2. O modelo é o Nike Shox Turbo XII SL (até decorei de tanto que procurei), saiu por 99,99. Peguei 2 pares pro Guilherme (meu sobrinho). Um saiu por 24,99 e outro por 29,99. Procurei uma meia que o MM gostou no ano passado, mas só tinha a pra basquete, e ele queria a invisível. E procurei um agasalho também, mas não gostei dos modelos que vi lá e deixei de lado. Gastei 271 dólares aqui. A Mi comprou tênis pro Breninho e alguma outra coisa, mas não lembro quanto ela gastou. Depois fui na Fossil. No ano passado, comprei relógios da Michael Kors, DKNY e Adidas por preços excelentes. Mas a loja tava diferente, só tinha relógios da Fossil. Comprei um masculino por 69.99 e um feminino por 39.99. Comprei óculos de sol por 24.99 e 29.99. As caixinhas pros óculos estavam saindo por 6.99 e o saquinho de pano por 4.99. Na hora de pagar perguntei onde estavam os relógios das outras marcas e a caixa me informou que mudaram a loja, que agora havia uma outra loja, também da Fossil, mas com outro nome (e quem disse que eu lembro?), lá no Premium mesmo, e que era ela que estava comercializando os produtos de outras marcas. Mas não haveria tempo de procurá-la... A Mi ficou na porta com as malas me esperando. Paramos num orelhão pra ligar pra nossos amados. Mas não consegui completar a ligação pro MM, esperei ela terminar a ligação pro André. O Breninho tinha começado medicação nova no dia anterior e a médica tinha informado que o efeito era praticamente automático, mas o André disse que não havia tido efeito, que o Breninho estava do mesmo jeito. Nessa hora a Mi ficou chateada, e nem tinha como ser diferente... Mas falei pra ela que às vezes pode demorar, que cada organismo reage de um jeito. Ela me disse que o MM falou pro André que se entrássemos em contato, era pra dizer pra eu comprar um novo iPad, porque o meu ficaria em 600,00 pra consertar. Perguntei se eram 600 reais ou 600 dólares, mas ela não sabia dizer. Liguei pro MM e matei um pouquinho, quase nada, da saudade imensa que sentia. Aí ele me disse que se eu quisesse poderia comprar outro iPad. Então perguntei se o valor era em reais ou em dólares, ele disse que era em reais. Então respondi que a gente esperaria e consertaria no Brasil ou então na próxima visita aos EUA. Eu usaria menos meu bichinho. A saudade aperta, né? Falei que tava com saudades e que o amo, e desligamos. Segura as lágrimas e continua, porque o tempo urge... Passamos na Michael Kors e olhei, olhei, olhei... Não sou uma pessoa muito ligada em marcas e grifes, mas as bolsas deles enchem os olhos, né? E esvaziam os bolsos! Kkkkkkkkkk... Olhei, olhei, olhei, e acabei comprando uma pequena que de 119,99 tava saindo por 79,99. De lá fomos na Carter’s, eu tinha uma encomenda. Mas gente, não achei nenhum cobertor na loja!!! Nada! Nenhum! Não tenho filhos, então não tinha entrado nela da outra vez que fui, entrei apenas na Osh Kosh B’gosh. Mas não vi nenhum cobertorzinho, nem as roupinhas que a pessoas tinha me mandado fotos. Pensei: ou só no site ou em alguma loja maior. Saí de lá sem nada. E aquele mundaréu de gente me incomodava... A Mi ia ver uma pulseira pro relógio dela, mas desistiu também. E decidimos voltar pro hotel nos arrumar, porque ainda iríamos pra Downtown Disney, tínhamos uma reserva no T-Rex e eu tinha algumas encomendas pra tentar achar na World of Disney.
Quando chegamos no hotel, uma grata surpresa: o quarto estava impecavelmente limpo e com cheiro de limpeza. Dava pra sentir que passaram um pano úmido no carpete. A banheira estava limpinha. A Mi ligou o chuveiro rapidamente pra ver como estava o escoamento da água. Ok, tava tudo como deveria ser. Então trocamos de roupa correndo, passamos um perfuminho e deixamos o banho pra volta pra não perder tempo... kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Programamos o GPS e começamos a seguir o caminho indicado por ele, mas de repente, no semáforo, vejo uma placa indicando para virar à esquerda para DD e o GPS me mandava seguir em frente. Optei por seguir a placa... rs... Chegamos rapidinho lá e aí volta a procurar vaga. E anda, anda, até que vimos um grupo de jovens indo pro estacionamento e perguntei se eles iam embora, disseram que sim, mas tivemos a impressão de que começaram a rir da nossa cara, talvez do meu inglês de índio... rs... Fomos seguindo eles e poucos metros depois estavam no carro deles. Conseguimos uma vaga!!! Woo Hoo!!! A vaga ficava atrás da Team Mickey. Passamos por dentro dela e fomos pra World of Disney. Ai que emoção ver o Stitch espirrando água nas crianças!!! Ficamos um bom tempo lá na loja, e sempre o mais próximo possível, porque o radinho deu problema, então não tínhamos como nos comunicar. Compramos pipoca (eu peguei a com chocolate e menta) por 5,95. A Mi comprou várias, de caramelo, de cheddar, de chocolate... Comprei pratinhos pequenos de bambu, conjunto com 6, por 14,95. Capinhas pra iPad e iPhone, de vários tipos e vários preços. Comprei uma capa da Minnie Clássica pro meu iPhone, por 32,95. Vinha o stick transparente pra tela. Comprei luvas para iPad do Mickey e da Minnie (19,95 cada) e a luva para iPhone do Mickey (14,95). Comprei um case também para meu iPhone por 16,95, rosinha, parecido com a capa do meu iPad por ter os símbolos do Mickey (carinha, luva e short). Não encontrei a capa pra notebook encomendada. Antenna Topper do Stitch pra mim por 5,95. Não achei a do Mickey Feiticeiro, também encomenda. Uma caneta executiva linda, linda, linda, por 19,95. As roupinhas pra bebê (bodysuit) parece que só eram vendidas pelo site, assim como os sapatinhos combinando. Então várias coisinhas não consegui comprar porque não havia disponibilidade na loja. Fomos ver se achávamos a Tiana e a Ariel de 12”, achei uma Ariel que tava feia, não tinha as bonequinhas assim, só em outros modelos. A Tiana só tinha aquelas bonequinhas minúsculas que vinham num set com outras coisinhas. No ano passado quando fui, já não foi tudo que encontrei lá, tanto que uma cast member me recomendou procurar o Nemo na lojinha da atração em Epcot, caso eu não tivesse ido ainda (por sorte não tinha). Tem coisa demais, sem sombra de dúvida, mas não tudo, e no fundo a gente espera encontrar simplesmente TUDO que imagina... Comprei, ainda, uma correntinha e um par de brincos dourados com o Mickey verdinho. Achei legal porque cada Mickey tinha uma cor conforme o mês. Como sou de maio, peguei o de maio. Cada um custou 14,95. A Mi passou duas vezes no caixa. Comprou algumas coisas, pagou, depois pegou outras coisas. Saímos de lá e eu queria comprar algo pro MM e, como ele gosta de motos, pensei em ver na Harley Davidson se tinha algo interessante. Tínhamos uma reserva no T-Rex às 21h30 e eram 20h35. Decidimos arriscar e ver se daria pra jantar naquele momento e só depois ir na Harley. Deu certinho, não esperamos nem 2 minutos pra entrar depois que nos deram a senha. No ano passado, quando fui, o MM e eu não fizemos grandes incursões culinárias, até porque somos meio chatos pra comer. E como na maioria das vezes chegávamos tarde dos parques, a gente acabava comendo no hotel mesmo, alguma Michelina pra mim e alguma besteira pra ele. Pra isso fomos no Walmart, nos abastecer... rs... Se eu tivesse ido sozinha, talvez tivesse acontecido isso, eu iria comprar coisas no Walmart e comeria no quarto, porque sou um pouco tímida pra comer em público quando estou sozinha. Mas a Mi me levou pra uma “fast and small” incursão gastronômica. Na sexta fomos no Sweet Tomatoes e no sábado fomos pro T-Rex. Bom, fiquei encantada! Eu não havia ido lá, nem entrado nem nada. A funcionária nos levou pra uma mesa lá nos fundos, na parte da floresta. A garçonete trouxe os cardápios. A Mi pediu uma cerveja e eu pedi um Strawberry Lemonade... Que delícia!!! Depois escolhemos os pratos. A Mi pegou um prato com camarões e steak, além de ribs, e eu peguei um prato com ribs, metade de um frango, batatas waffle e uma batata amassada com alho. Enquanto aguardava os pratos chegarem, fui dar uma volta pelo restaurante e fotografar tudo. Quando fiz a reserva, coloquei que era meu aniversário. Não era, mas eles não conferem, né? Então a Mi aproveitou e avisou à garçonete que era meu niver. Voltei e pouco tempo depois os pratos chegaram. Tudo muito delicioso!!! Mas gigante, né? Forcei o máximo que pude, mas não deu. Comi até onde deu. Acho que serei obrigada a apenas pedir pratos infantis na próxima viagem... rs... A garçonete retirou os pratos e logo em seguida vieram ela e mais dois segurando o sundae (que na verdade eu esperava um sundae como os daqui) cantando Happy Birthday pra mim. Muito muito legal! Afinal, apesar de ainda faltar mais de um mês pro meu niver, eu já tinha recebido o presente do MM!!! Tomei o sorvete e senti frio. Achei que fosse o ar condicionado misturado com o sorvete. A Mi pagou a conta (ela me convidou para irmos ao T-Rex um mês antes) e saímos, não sem antes passar na lojinha do restaurante. Mas acabamos não comprando nada. Então fomos até a Harley Davidson. Então entendi porque eu senti frio no restaurante. Tava muito frio!!! O povo se agasalhando e eu e a Mi de vestidinho!!! Até bati queixo de tanto frio que senti!!! Mas continuamos. Andamos tudo, vimos o pessoal tocar música ao vivo em 2 ou 3 lugares. Na Harley nada me chamou a atenção. Apesar do MM adorar andar de moto (eu morro de medo!), ele ñ faz o tipo motoqueiro, então decidi que levaria outra coisa pra ele. Voltamos e fomos embora. Antes ainda passamos em uma loja, a Tren-D. Roupas e acessórios maravilhosos, mas nem sabíamos se ainda teríamos espaço nas malas.
Pegamos o carro e fomos para a Walgreens. Procurei os cremes da minha mãe, mas não achei de novo. Comprei band aid com antibiótico da marca própria por uns 5 dólares, band aid líquido por uns 6 dólares, chocolates (afinal é páscoa), tesoura e durex pra embalarmos os objetos frágeis com o plástico bolha que compramos na noite anterior no Walmart. A Mi pegou alguns medicamentos, um Red Bull, mas ela se esqueceu de qual era o real propósito que ela tinha que fazer lá... rs... Na hora de pagar, a moça que ficava próxima aos cosméticos nos chamou pra passar com ela (a Mi já tinha falado com ela antes) e conversando, ela nos disse que o marido dela trabalhava na Michael Kors do Premium da Vineland. Adivinhem? Foi ele que nos atendeu quando fui comprar a bolsa! Mundo pequeno!!!
Voltamos pro hotel e começamos a embalar os produtos frágeis. A Mi foi tomar banho primeiro. E lá fomos nós pra saga de arrumar as malas. Gente, deu trabalho!!! A Mi chegou a conclusão de que precisava de outra mala, eu tinha que me virar com as 2 grandes, a de bordo e uma mochila. Conforme fomos arrumando, já fomos pesando também. Tudo dentro dos conformes, na minha apertando ainda caberia os tênis que me foram encomendados e que eu ainda não tinha encontrado. Arrumamos as malas no canto e fomos nos arrumar pra dormir. Tomei meu banho e caí na cama, achei que a Mi já tivesse dormindo... Mexi um pouquinho no meu iPhone e capotei... Até o próximo relato!

lan_vales

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 04/04/2012
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana

Mensagem por gili em Sab Abr 07, 2012 7:54 pm

A cada relato que leio fico nos imaginando no lugar de quem esta escrevendo. Viagens antecipadas, espero que quando lerem meus relatos sintam a mesma coisa.

bjs

_________________
Bruno Gili

gili

Mensagens : 146
Reputação : 3
Data de inscrição : 10/02/2012
Idade : 38
Localização : Nova Iguaçu / Iguaba Grande - RJ

Ver perfil do usuário http://www.murartrj.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As aventuras de Lan e Mi em Orlando em um fim de semana

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 1:00 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum